BOLEIROS 2

Boleiros 2 é um filme sobre o Brasil atual, visto através do futebol.

O filme se dá em dois planos. Um, em que se relata a primeira visita que um famoso jogador brasileiro radicado na Europa faz ao Brasil depois que se tornou penta-campeão mundial. É também a primeira visita que esse jogador faz a um empreendimento do qual agora é sócio: o famoso bar do Aurélio, tradicional reduto de "boleiros".

Boleiros 2 é um filme em vários planos de representação.

Prioritariamente ele se passa na reinauguração de um bar, famoso reduto de jogadores de futebol, agora contando com novo sócio, Marquinhos, penta-campeão do mundo pela seleção e atual atacante de um milionário time europeu.

Nessa instância, aproveitando o dia em que o famoso jogador está visitando seu novo investimento, o filme é quase um documento das transformações pelas quais passou o futebol e seus protagonistas nos últimos anos. Em última análise é um retrato das transformações que a própria sociedade sofreu nesses últimos anos, na medida em que o futebol a representa à perfeição.

Trata-se de um desfile de jogadores, empresários, agentes, advogados, jornalistas à cata de noticia e torcedores de todos os matizes e condições sociais.

Tudo se passa nas novas instalações do velho bar, agora "repaginado" de acordo com o gosto dos novos donos.

Restou no bar, porém, um pequeno canto onde ainda se reúnem os velhos ex-jogadores que apareceram no primeiro Boleiros e que continuam conversando sobre futebol, vale dizer, contando histórias e experiências. Quando se ocupa deles o filme adquire uma outra face. A face humana da memória, da poesia, e de condutas nas quais o dinheiro representa pouco. Nessa outra instância o filme revisita os valores e as atitudes de uma sociedade que praticamente já não existe mais.

Boleiros 2 é novamente um filme fracionado, quase em episódios, várias histórias que perfazem um filme que tem muita comédia, muito drama e muita criatividade. Exatamente como o futebol.